Viaje pra viver, viva pra viajar.

O Brasil é um país com uma quantidade enorme de cultura. Nosso país é enorme, e por causa da grande imigração acabamos que temos em cada estado um jeitinho diferente de viver, culinária, danças e cores de pele diferentes. Mas é tão estranho que por mais que eu vivesse em país tão rico assim eu nunca tive a noção do respeito e apreciação á cultura dos meus compatriotas brasileiros. Nunca tive assim essa vontade de sair conhecendo a cultura de diferentes estados. Eu acho que muitos brasileiros são assim, meio alienados e presos no próprio mundo cultural do seu estado.
Eu morei 23 anos no Brasil e viajei muito pouco por lá, o sonho sempre foi viajar pra fora do Brasil. É verdade que no Brasil as passagens são caras e os hotéis também e isso acaba afugentando, já que as vezes fica quase a mesma coisa viajar pro exterior.

Aqui na Europa, tirando alguns países nórdicos, a maioria das capitais européias estão cheios de imigrantes dos mais variados países possíveis, alguns que nem sabia que existia. Aqui em Londres existem bairros que o que menos tem é inglês. Se você quer se integrar a sociedade é preciso aprender a conviver com pessoas com uma cultura totalmente oposta a sua. Eu que morava no meu mundinho cultural fui jogada em um mundo com um monte de diversidade e isso me fez pensar um pouco na vida.

Você imagina morar em um continente em que pra trocar de um país para o outro leva as vezes menos de 2 horas?. Imagine morar em um continente onde você pode conhecer vários países e culturas sem que isso prejudique seu orçamento no final do mês. Os europeus sabem da sorte que têm, e em sua maoria, levam um estilo de vida em que prezam mais viajar, conhecer gente diferente e culturas diferentes do que juntar dinheiro pra comprar uma casa ou fazer o pé de meia. To cansada de ver gente que trabalha e junta um bom dinheiro e depois sai pelo mundo até o dinheiro acabar. Eu vi algumas vezes brasileiros fazendo o mesmo, mas isso é visto com muito espanto! Aqui é muito normal.

Eu nem falo muito de juntar dinheiro, largar tudo e viajar pra depois fazer tudo de novo. Eu acredito sim que é bom ter uma certa estabilidade, construir coisas, fixar raizes. Mas é possível fazer isso e mesmo assim conhecer o mundo aos pouquinhos. Mas as pessoas que largam tudo me fazem pensar, pensar que eu preciso sair por ai e conhecer coisas diferentes. Isso sim é experiêcia de vida, a melhor de todas.

A nossa juventude e vivacidade é curta e o mundo é tão grande e tão cheio de coisas boas pra dar. Quanta natureza, paisagens, histórias, culturas existem por ai e nós aqui presos no nosso mundo particular. Muito gente que só vive de viajar pra Miami pra fazer compras ou vai pra alguma praia e fica só hotel, praia, restaurantes enquanto tem um mundo inteiro te esperando com coisas maravilhosas pra se viver. Eu não falo que eu acho abominável viajar só pra fazer comprar ou ficar de bunda pra cima em uma praia, eu gosto de fazer compras e gosto de ficar de bunda pra cima na praia, mas nem por isso toda vez que eu for planejar uma viagem eu só vou fazer isso. Qual o ponto de gastar todo o meu tempo e dinheiro com coisas que não agregam muito valor?

Viaje pra viver, viva pra viajar. Pra mim traduz isso tudo! Quando você passa por essas experiências, você volta pra casa refletindo na diferença cultural que tem no próprio país e como é importante ao invés de condenar os outros por serem diferentes de você, abraçar as diferenças e aprender com elas. Você pode até não gostar ou se identificar com as filosofias de vida dos outros, mas com certeza alguma coisa você vai aprender, talvez até refletir em melhorar a sua própria ou ajudar ao outro. Vamos aproveitar que essa onda de fazer mochilão tá virando moda e aderir também! Eu garanto que você não vai se arrepender e vai ficar viciado.

Luisalogo

 

Share Button

Comment (1)

  1. Luisapaoliello 24/01/2014 at 4:12 pm

    Lindo o blog, Lu! Parabéns e mto sucesso!

Leaver a comment